A publicidade no cinema.

Vejá os 8 product placement mais memoráveis em filmes, segundo levantamento do Business Insider. Todos esses produtos tiveram um acréscimo de mais de 40% nas vendas.

1. BMW e James Bond

Custou 3 milhões de dólares para a BMW colocar seu Z3 Roadster no blockbuster 007 Contra GoldenEye em 1995.

A notícia de que o agente secreto trocou o seu clássico Aston Martin pelo Z3 correu o mundo. A montadora alemã viu o retorno de 240 milhões de dólares apenas em vendas antecipadas. Um mês depois da estréia do filme, foram mais de 9 mil encomendas do veículo.

Em 1999, a parceria repetiu-se com o modelo BMW Z8 (foto ao lado), no filme Um Outro Dia Para Morrer.

2. Chocolate Reese’s e ET

Ainda que não tenha pagado para aparecer no clássico dos anos 80, o chocolate americano Reese’s embolsou um aumento de 40% em suas vendas uma semana depois da estreia do sci-fi de Steven Spieberg , em 1982.

Também pudera: qualquer marca agradeceria se um pequeno e fofo ET fosse louco por seus doces. Elliot usou barras de Reese’s para atrair o alien numa trilha na floresta, logo no começo do longa.

Veja também: SEO para afiliados otimização e estrategias para seu site

3. Ray Ban e Top Gun

Top Gun, de 1986, é um dos filmes militares de maior sucesso da história.

E de quebra ainda reeditou a parceria de Tom Cruise com a Ray Ban, dessa vez promovendo o atemporal modelo Aviador. Os óculos foram originalmente vistos em fotos do general Douglas MacArthur, e ele os usava quando as forças norte-americanas desembarcaram nas Filipinas durante a Segunda Guerra.

4. Etch-A-Sketch e Toy Story

O que poderia ser apenas mais alguns brinquedos na gangue de Woody e Buzz virou a melhor das notícias para a fabricante americana Ohio Art. Sua tela mágica Etch-A-Sketch viveu o impressionante aumento de 4.500% de vendas após a inclusão no filme.

O brinquedo Senhor Cabeça de Batata (Mr. Potatohead) teve suas vendas aumentadas em 800%. Logo depois do sucesso de vendas da empresa, eles realizaram uma campanha para afiliados, que se você se cadastrasse em um programa educacional dos EUA você estaria ajudando na educação de uma criança.

5. Talkboy e Esqueceram de Mim 2

Um dos dispositivos que ajudaram o garoto Kevin a salvar a pele quando ficou afastado dos pais pela segunda vez foi um gravador chamado Talkboy. A peça alcançou certo sucesso entre a audiência, mas o detalhe é que o dispositivo sequer existia de verdade na época.

Só um ano depois do filme a fabricante Tiger Eletronics tomou para si a tarefa e pôs no mercado um aparelho similar.

6. Suntory Whisky e Lost in Translation

Aclamado pela crítica, o longa de Sofia Coppola mostra o ator Bill Murray como um astro de cinema americano que viaja para Tóquio para gravar um comercial da marca de uísques Suntory. O longo tempo de tela recevido pela bebida rendeu à marca reconhecimento internacional, segundo o departamento de marketing da fabricante.

7. Pizza Hut e Quanto Mais Idiota Melhor

Entre pacotes de Doritos e caixas de Pizza Hut, a comédia de 1992 encontrou espaço para fazer piada com o conceito de “product placement”. Questionado se faria algum tipo de publicidade em seu programa de TV, o protagonista Wayne Campbell nega a possibilidade só para, na sequência, olhar para a câmera com ares de garoto-propaganda e abrir uma caixa de Pizza Hut.

8. Louis Vuitton e Sex and The City

A versão cinematográfica do seriado da HBO não teve pudores em promover 67 marcas.

Uma delas é a bolsa Motard Firebird da Louis Vuitton. Mas os campões de publicidade na tela foram, é claro, os sapatos-mania da protagonista Carrie, da grife Manolo Blahnik, e a estilista Vivienne Westwood, que assinou seu vestido de casamento.